Bem Vindos

terça-feira, 12 de novembro de 2013

POESIA DE MARIO QUINTANA


                                      O MORTO


       Eu estava dormindo e me acordaram
    E me encontrei, assim, num mundo estranho e 
                                                                louco ...
       
       E quando eu começava a comprendê-lo
       Um pouco,
       Já eram horas de dormir de novo!




                          A OFERENDA


        Eu queria trazer-te uns versos muito lindo ...
        Trago-te estas mãos vazias
        Que vão tomando a forma do teu seio.




                              OS RIOS


       Há na vida tanta coisa,
       Tanta coisa e u só olhar!
       Toda a tristeza dos rios
       É não poderem parar....




         Bibliografia :  Mario Quintana
                              Poesia Completa
                              Volume único
                              Editora Nova Fronteira