Bem Vindos

terça-feira, 8 de setembro de 2015

POESIA DE JOÃO CABRAL DE MELO NETO





                                                             


                                          POESIA





                   Ó jardins enfurecidos,
                    pensamentos palavras sortilégio
                   sob uma lua contemplada;
                   jardins de minha ausência
                   imensa e vegetal;
                   ó jardins de um céu
                   viciosamente frequentado;
                   onde o mistério maior
                   do sol da luz da saúde?






       Título: Melhores poemas João Cabral de Melo Neto
                                Global 2003
                                Poesia Brasileira