Bem Vindos

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Poesia de Charles Baudelaire

                                             POESIA

  Titulo do LIVRO   :  AS FLORES DO MAL
   AUTOR              :  CHARLES BAUDELAIRE
   EDITORA           :  MARTIN CLARET         





                                    O ALBATROZ






 Às vezes, por prazer, os homens da equipagem
 Pegam de um albatroz, enorme ave do mar,
 que segue, indolente companheiro de viagem
 O navio no abismo amargo a deslizar.


    E por sobre o convés, mal entendido apenas,
    O monarca do azul, canhestro e envergonhado,
    Asas que enchem de dó, grandes e de alvas penas,
    Eis que deixa arrastar como remos ao lado,


         O alado vijante tomba como um limbo!
         Hoje é cômico e feio, ontem tanto agradava!
         Um ao seu bico leva o irritante cachimbo,
         Outro imita a coxear o doente que voava!


        O poeta é semelhante ao príncipe do céu
        Que do arqueiro se ri e da tormenta no ar;
        Exilado na terra e em meio do escarcéu,
        As asas de gigante impedem-no de andar.